Paisagens Biográficas e Retratos Culturais Pinturas como escrituras da cultura local sul-mato-grossense (Brasil)

Bessa Oliveira, Marcos Antonio
General

A paisagem vem ao longo dos anos se transformando e sendo transformada em vários aspectos: sejam por pontos de vista geográfico, histórico ou cultural; sejam considerando práticas artístico-culturais, literárias ou plástico-visuais. Outra perspectiva importante de ser observada que vem transformando significativamente a paisagem, ao menos a forma de percepção das paisagens contemporâneas, é a identidade biográfica dos sujeitos locais. Levando em conta essa identidade biográfica dos sujeitos locais sulmato- grossenses (Brasil), como fator transformador, cabe ressaltar que a paisagem – seja na literatura ou na pintura (práticas artísticas que mais nos interessam aqui) vem tornando-se paisagens biográficas que retratam a cultura visual do lugar. Ou seja, se um artista “retrata” em suas produções artísticas o seu espaço geoistórico cultural, posso dizer que a pintura ou a literatura são “retratos” das identidades biográficas dos sujeitos socioculturais. Diante disso, este trabalho tratará, baseado em teorias culturais póscoloniais, de questões relacionadas à paisagem como retrato das identidades culturais dos sujeitos sul-mato-grossenses por entender que cada percepção artística é cultural e geoespacial.